A culpa é das estrelas

quinta-feira, outubro 11, 2012


Quando se está prestes a morrer, ganhar certas batalhas pode não se tornar mais uma vitória tão grande quanto os outros imaginam. Afinal, chega um momento em que se está cansado demais de perder coisas pelo caminho (o direito de ir a escola, a visão, a namorada, os amigos, uma perna ou até a força para respirar) e só se pensa: "será que já posso morrer em paz agora?". Alguns diriam que isso é depressão, mas Hazel Grace define esse sentimento de uma maneira muito melhor: efeito colateral de se estar morrendo.

Hazel está morrendo. Ela tem um tumor no pulmão que torna o ato de respirar a coisa mais difícil de sua vida. E, quando respirar dói, é fácil entender por que todo o resto passa a doer também: o olhar preocupado de seus pais que não querem perdê-la, a obrigação de ser uma batalhadora e travar uma luta contra o câncer, a pena que os outros até tentam disfarçar, mas sempre acabam demonstrando.

Além disso, Hazel trava uma batalha interna. Enquanto pensa no momento em que irá morrer e poder descansar de tudo aquilo, também se sente na obrigação de continuar lutando para não decepcionar seus pais, sempre tão empenhados em tornar a vida dela a melhor possível.

Até que, em uma das reuniões do Grupo de Apoio em que foi obrigada a frequentar, Hazel conhece Augustus Waters e há, como milagre, uma luz no fim do túnel. Ela percebe com ele, então, a chance de, antes de morrer, escrever sua própria história de amor e viver seu infinito particular ao lado desse jovem vaidoso, engraçado e inteligente que aparece em sua vida.

Gus, um ex-jogador de basquete do Ensino Médio de sua escola, teve uma perna amputada após enfrentar um câncer nos ossos, mas agora está, temporariamente, curado. E Hazel até tenta evitar se aproximar muito dele, afinal, não quer fazê-lo sofrer quando for dessa para melhor, o que pode acontecer a qualquer momento, desde que ela recebeu seu diagnóstico. Mas quando o amor surge na vida desses dois, seus esforços não serão suficientes para afastá-los. 

John Green conta a história de amizade, amor e luta entre jovens que têm que encarar realidades bem diferentes dos desejos de suas infâncias, sendo obrigados a passarem por dores e obstáculos cedo demais. Com leveza, doses de comédia e drama, A Culpa é das Estrelas é um livro que dialoga com nossos próprios sentimentos e promete emocionar, podendo arrancar, inclusive, muitas lágrimas.



John Green é um autor norte-americano, festejado pela crítica e muito popular entre os jovens. É autor também do livro “Quem é Você, Alasca?”. Faz parte, junto com seu irmão, do canal do Youtube “Vlogbrothers”. Pode ser encontrado no twitter no @realjohngreen.

Leia Também

0 comentários

Os comentários desse blog são moderados, portanto só serão publicados após aprovação. Comentários com propagandas, divulgações e comentários pedindo para seguir não serão aprovados. Deixe o link do seu blog caso queira que eu retribua algo. Obrigada.

Instagram

Subscribe