Três Metros Acima do Céu

quinta-feira, novembro 01, 2012


Há uma música por aí que diz que toda patricinha adora um vagabundo. Se a máxima é verdadeira, fica para uma próxima discussão. A história de que irei falar hoje segue muito essa linha: a patricinha e o encrenqueiro. Babi e Step formam aquele casal que quase sempre se atrai, mas nem sempre consegue ficar junto.

Três Metros Acima do Céu, de Frederico Moccia, nos remete a uma época em que nossos amores parecem eternos e nossos sentimentos parecem os mais fortes do mundo: a adolescência. Babi e Step protagonizam um primeiro amor emocionante, intenso e completamente inadequado. Ela, a típica garota rica, de boa família, que estuda em uma boa escola, frequenta os melhores lugares de Roma e possui amigos de famílias influentes. Ele, o típico cara que nossos pais nunca querem como genro: um delinquente italiano que pratica rachas, invade festas e comete pequenos delitos com sua turma de amigos.

Como se já não bastasse tais diferenças entre os dois, Babi e Step ainda possuem um agravante: os dois possuem personalidades muito fortes, são impulsivos e não dão o braço a torcer. Com um cenário como esse, Frederico Moccia nos questiona, nas entrelinhas desse romance, algo difícil de ser respondido: é possível (e certo) mudar por amor? 

Babi e Step serão obrigados a descobrir, no meio de uma história de amor intensa, se isso é realmente possível e necessário. Os dois irão ver como é difícil se relacionar com alguém completamente diferente, mas totalmente apaixonante. Apaixonante, aliás, é um bom adjetivo para esse livro. Emociona, tira o fôlego e rouba nosso coração, tudo isso sem que sequer possamos perceber. Acabamos nos apegando aos personagens, ao livro e ao autor (por quem eu mantenho uma relação de amor e ódio).

A história de um primeiro amor que entrou para a história da juventude italiana. E para a minha também.


O livro possui também adaptações para o cinema: a versão italiana, Tre Metri Sopra Il Cielo, e a versão mais recente, em espanhol, 3 Metros Sobre El Cielo. Tanto em livro como no cinema, há uma continuação da história, chamada Ho Voglia di Te, que não possui tradução no Brasil.

Leia Também

0 comentários

Os comentários desse blog são moderados, portanto só serão publicados após aprovação. Comentários com propagandas, divulgações e comentários pedindo para seguir não serão aprovados. Deixe o link do seu blog caso queira que eu retribua algo. Obrigada.

Instagram

Subscribe